AS DEZ DIMENSÕES DA MARCA

Quando observamos as marcas mais valiosas, entendemos que elas são construídas a partir de alguns pilares bastante claros. Chamamos a esses pilares de Força da Marca, ou seja, a capacidade que uma determinada marca tem de gerar demanda e resultados futuros. Para uma pequena ou média empresa interessada em construir uma marca desejada, reconhecida, recomendada, essas dimensões também são fundamentais.

As 10 dimensões de uma marca forte [que não precisa ser grande]

Autenticidade

Basear-se em uma verdade interna, herdar de seus criadores valores bem definidos, fundamentados e legítimos. Se não são autênticos, não são valores.

Clareza

Ter clareza em relação ao que representa, ao seu posicionamento, à sua proposta de valor.

Comprometimento

Contar com o compromisso de toda a organização, que pode ser medido em termos de tempo dedicado a ela, sua influência nas decisões de negócio e também no investimento financeiro.

Proteção

No âmbito legal, registros e propriedade intelectual dos elementos de identidade [logotipo, nome etc].

Capacidade de resposta

Ter habilidade para responder e adaptar-se às mudanças proativamente. Criar oportunidades, principalmente no que diz respeito à Cidadania Corporativa.

Consistência

Ter consistência na aplicação dos elementos da marca em todos os pontos de contato. Do telefonema de um vendedor à experiência no ponto de venda.

Diferenciação

Parece óbvio mas é cada vez mais difícil de conquistar: construir um posicionamento em território único, proprietário e bem delimitado. Há tempos as marcas não concorrem mais só com produtos em suas próprias categorias.

Relevância

Ser adequado às necessidades ou desejos dos consumidores. Não adianta só ser diferente quando o diferente não interessa. O público compra relevância.

Presença

Estar presente em associações positivas em todos os pontos de contato físicos ou virtuais com o público-alvo.

Entendimento

Ir além do reconhecimento. Ser capaz de alcançar uma profunda compreensão entre seu público gera lealdade, recomendação e reputação.

Anúncios

VANGUARDA DE CARA NOVA

VANGUARDA GROUPConstruída com o auxílio luxuoso da consultoria estratégica Spell Brand, de Nova York, a Vanguarda apresenta sua nova identidade visual.

Nosso objetivo ao desenvolver esse projeto foi dar clareza ao propósito da marca através de uma identidade visual limpa e tipologia clara e exclusiva, possibilizando utilização universal e fácil identificação.

Aplicamos para nós os mesmos princípios que indicamos para os nossos clientes de branding e design.

Sempre dizemos aos nossos clientes que o logotipo ideal melhora a visibilidade, dá credibilidade e indica profissionalismo, o que resulta em maior reconhecimento e  influencia nos resultados.

Quais são essas características que destacamos quando estamos diante de um cliente que deseja mais do que um logotipo, deseja produzir uma síntese gráfica de seus objetivos? Veja a seguir.

Consistência
Isto é feito com a repetição sistemática de elementos gráficos ao longo do nosso set visual, da nossa identidade. Esta repetição ajuda a interligar os materiais e a explicar a marca e o seu propósito.

Memorabilidade
Fazer com que o logotipo seja altamente simbólico da missão ou área que pretendemos representar facilita o processo de retenção na memória.

Relevância
Sendo o logotipo relevante a nível visual, a mensagem que queremos transmitir sobre nós ou sobre o nosso negócio, é compreendida de modo mais fácil.

Único
Ter um logo único, uma imagem única, inédita, ajuda-nos a destacar-nos em relação ao resto do mercado e define, embora nem sempre voluntariamente, o caráter de quem o utiliza.

Profissionalismo
Pegue um logotipo profissional e compare com um logotipo amador. As diferenças são gritantes. Um trabalho de qualidade feito por um profissional na área destaca criando em volta de si um sentido de valor.

Atemporal
Criamos logotipo de maneira a que não esteja sujeito ao modismo, porque as modas vão e vêm. Eles não podem ser apegados a modas ou estilos específicos e só devem ser “datados” quando esse for o objetivo do cliente.

Contraste
O contraste não é só quando o logotipo é impresso em cores, também deve se aplicar ao preto e branco. Isso contribui para um reconhecimento rápido daquilo que é e representa.

Harmonia
Tem de haver uma harmonia entre o texto e o símbolo para o logo poder ser também ele harmonioso e consistente nos materiais ou suportes onde ele for impresso.

Redimensionável
Um bom logotipo é criado com o propósito de ser usado em suportes e formatos distintos. Deve ser legível em cartões de visita e em impressões de grande formato, como fachadas por exemplo.

Uepa: Chapa 2 lança programa

cartazA Universidade do Estado do Pará (UEPA) realiza no próximo dia 6 de maio as eleições para os cargos de reitor e vice-reitor da instituição, quadriênio 2009/2013. Concorrem aos cargos as chapas “Frente de luta pela autonomia da UEPA”, composta pelos professores José Augusto Carvalho de Araújo (cargo de reitor) e Ivanilde Apoluceno de Oliveira (cargo de vice-reitora) e a chapa “Avançar nas mudanças”, composta pelas professoras Marília Brasil Xavier (cargo de reitora) e Maria das Graças da Silva (cargo de vice-reitora). A Vanguarda é responsável pela identidade visual da Chapa 2 – Avançar nas mudanças. Cartaz, folder, adesivos diversos e banners estão sendo confeccionados. As fotos das professoras Marília Brasil e Maria das Graças foram captadas pelas lentes de Arlen Keuffer.

Mais vida, menos acidentes

santarem-placasAcidentes de trânsito matam o quádruplo do que guerras e conflitos, e muito mais pessoas se suicidam do que são assassinadas, aponta levantamento mundial da Organização Mundial da Saúde (OMS) sobre dados do ano 2000. Segundo o estudo do órgão da ONU, quase 90% das mortes violentas, acidentais ou intencionais, ocorreram em países pobres. Ao todo, mais de 5 milhões de pessoas morreram por causas violentas, o que representa 10% das mortes ocorridas naquele ano. Acidentes de trânsito são a maior causa de mortes violentas, com 1,26 milhão de vítimas fatais. Em segundo, aparece o suicídio, com 815 mil mortes, seguido por assassinato, com 520 mil mortes. Mortes causadas por guerras e conflitos aparecem num distante sexto lugar, com 310 mil casos. Para a OMS, as mortes violentas provocam um alto custo social e precisam ser prevenidas, embora seja impossível evitá-las. “A morte e a deficiência física têm sérias implicações para as vítimas, suas famílias e outros dependentes: redução da qualidade de vida, sofrimento e pobreza. Em termos econômicos, os custos com cirurgia, internamento prolongado e longa reabilitação das vítimas representam dezenas de bilhões de dólares todos os anos”, disse Gro Harlem Brundtland, diretora-geral da OMS. Por isso, a Prefeitura de Santarém está realizando a campanha “Mais vida, menos acidentes”, que levará educação de trânsito às ruas e escolas da cidade.

A identidade visual da campanha está a cargo da Vanguarda.