Santarém soma sucesso com arrecadações do IPTU

Em 2004, antes da gestão de Maria e antes da Vanguarda, a prefeitura de Santarém arrecadou com o IPTU pouco mais de 830 mil reais. Nos anos seguintes, a arrecadação subiu significativamente, chegando a quase dois milhões em 2009. A estratégia do governo foi facilitar as formas de pagamento e deixar a população informada sobre todas as possibilidades que tem para pagar o imposto. A campanha é massificada na zona urbana e no distrito de Alter do Chão, com materiais exclusivos para quem mora no balneário, já que lá o imposto pode ser pago a partir das férias de julho, quando é intensa a visitação de turistas na vila. Em 2006, a prefeitura de Santarém registrou aumento de 4,14% com relação a arrecadação do ano anterior com a campanha “IPTU 2006. Você ganha, Santarém ganha também”. Em 2007, a arrecadação subiu 28,56% em relação a 2006 com a campanha “IPTU 2007. Seu investimento na Cidade da Gente”. Em 2008, a campanha “IPTU. Juntos, construindo uma Santarém melhor” ajudou a arrecadação aumentar em 19,73% com relação ao ano anterior. No ano passado, houve crescimento de 10,24% em relação a 2008 com a campanha “IPTU 2009. É você quem ajuda a construir uma cidade para todos”. As campanhas do IPTU em Santarém são massificadas no rádio e na TV, com veiculação em mídia alternativa de busdoor, outdoor, anúncios em jornais e revistas. Este ano, a prefeitura de Santarém inicia a campanha “IPTU 2010. Você paga e o desenvolvimento avança” com expectativa de manter o histórico de superar a arrecadação em relação ao ano anterior. A Vanguarda atende a Prefeitura de Santarém desde abril de 2005.

Anúncios

Comunicação e Economia de Energia

PROBLEMA
O governo da Prefeita Maria do Carmo, desde que assumiu a Prefeitura de Santarém em 2005, executa ações de combate ao desperdício do dinheiro público. Em secretarias, coordenadorias e prédios da Prefeitura era registrado alto consumo de energia elétrica, um gasto significante dos recursos municipais.
—————–
DIAGNÓSTICO
A Prefeitura de Santarém, através da Secretaria de Infra-Estrutura, a fim de reduzir o consumo de energia elétrica criou a Unidade de Gestão Energética, a UGEM, quando Santarém passou a ter um Plano Municipal de Gestão da Energia Elétrica, através do qual foram levantadas e organizadas diferentes atividades desenvolvidas pela Prefeitura, identificando áreas da competência municipal com potencial de redução de consumo de energia elétrica, bem como permitiu a implantação de novas atividades com qualidade de eficiência energética. O Governo, por sua vez, trocou lâmpadas de vapor de sódio por lâmpadas de vapor de mercúrio, gerando economia na Iluminação Pública, mais de oito mil pontos foram trocados e quase dois mil novos instalados. Mas, a economia de energia nos prédios públicos dependia diretamente do envolvimento dos servidores municipais.
—————–
PLANO
Era necessário sensibilizar servidores públicos municipais em todas as secretarias, coordenadorias e prédios públicos. A estratégia era envolver todos, do Secretário ao vigilante, em um “combate” aos gastos desnecessários com energia elétrica. Então, a Vanguarda propôs um desafio para os servidores municipais de Santarém e fez uma campanha junto a eles com o tema: “Mudança de Hábito. É hora de poupar energia.”
—————–
EXECUÇÃO
Em parceria com a Unidade de Gestão Energética, cartazes, folderes e camisas foram distribuídos em todas as secretarias e coordenadorias do Governo. Nos murais, corredores, recepções, banheiros, refeitórios, os servidores da Prefeitura eram convidados a mudar de hábito e poupar energia.
—————–
RESULTADO
Em 2007, a Prefeitura contabilizou redução de R$ 600 mil, referente ao ano anterior, nas contas de energia elétrica. A conquista foi reconhecida pela ELETROBRÁS, por meio do PROCEL – Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica – e pelo Instituto Brasileiro de Administração Municipal – IBAM e no último dia 24 de junho, em Brasília, a Prefeitura de Santarém foi agraciada com o Prêmio PROCEL Cidade Eficiente em Energia Elétrica, na categoria Gestão Energética Municipal. Além da premiação, o PROCEL e o IBAM vão publicar as experiências premiadas, como exemplos de boas práticas, e as enviarão para órgãos dos Governos Federal, Estaduais e Municipais envolvidos no combate ao desperdício de energia.