Feapa debate propaganda

No dia 4 de dezembro de 1936, em Buenos Aires, capital da Argentina, aconteceu um congresso de publicidade que reuniu publicitários, pessoas que trabalhavam em veículos de comunicação e outros profissionais para debater os rumos da atividade. Com isso, a partir de 1937, essa data passou a ser o Dia Panamericano da Propaganda. Só a partir da década de 1970, passou a ser comemorado no dia 4 de Dezembro o Dia Mundial da Propaganda.
Hoje, em Belém, a Feapa, instituição privada de ensino superior, realizou o debate
Dia da Propaganda: há o que comemorar?. Com a presença de dezenas de estudantes da área, coordenado pelo professor Jorge Vidal e mediado pelo professor Rodolfo Marques, o debate contou com a presença de Chico Cavalcante (Vanguarda), Orly Bezerra (Griffo), Castilho Júnior (Castilho) e Apoena Augusto (Grupo Visão).
“Nosso objetivo é mostrar aos estudantes que a propaganda não apenas fortalece marcas e vende produtos, mas tem um papel relevante para a movimentação da economia”, afirma o professor Jorge Vidal, ao observar que “com a fala dos presentes, mostramos que a propaganda estimula a concorrência, gera novos investimentos no desenvolvimento de produtos e em sua produção, e amplia a oferta de emprego”.
O debate, de alto nível, prendeu a atenção dos presentes e levantou uma série de temas relevantes para as agências e para os futuros profissionais do meio.

4 comentários

  1. Orly e Chico juntos, debatendo… Pagaria para ver isso…

    Pedro Ivo

  2. Pedro Ivo, não precisava pagar nada. A entrada era franca.

  3. Orly Bezerra nada tem a acrescentar a um debate para estudantes. É um péssimo exemplo. Como empresário, foi sempre um homem de armações de bastidores. Como jornalista, um seguidista de quem estava no poder. Como estudante, um relapso que abandonou os estudos. Me admiro da faculdade chamar um elemento como esse para um debate no Dia Mundial da Propaganda.

  4. Noooooooooooooooooossa o Orly tem que ir URGEEEEEEEENTE procurar uma benzedeira! Tá cheio de olho gordo em cima dele!!!
    Sai pra lá bando de urubú!

Os comentários estão desativados.